Vantagens e Desvantagens de ter informática na Educação Infantil

Uso do Computador na Educação Infantil: Vantagens

Consolidamos nossa argumentação sobre benefícios da utilização do computador por crianças da educação infantil:
- a criança pode desenvolver-se de forma global; promove a criatividade e a curiosidade; desenvolve a coordenação motora fina; acesso a informações e ilustrações fascinantes; o pensamento crítico pode ser elaborado; linguagens diferentes podem ser trabalhadas.

                                                         


Desvantagens:

O desenvolvimento da criança é um processo equilibrado no qual o crescimento intelectual está intimamente vinculado ao crescimento dos aspectos afetivos e sociais, que em hipótese alguma podem ser colocados em segundo plano, pela ênfase dada a aspectos estritamente cognitivos ou até mecanicistas. Infelizmente o que vemos em muitas escolas, ditas de educação infantil, é a criança na "aula de computação" colorindo desenhos prontos na tela como os antigos mimeografados, utilizando joguinhos que a punem quando não acerta alguma atividade em um determinado número de vezes, deixando-a por exemplo, sem saber o fim da estória; repetindo incontáveis vezes um movimento com o mouse, quando ainda não tem o controle motor necessário, dado o seu estágio de desenvolvimento. Enfim, até tentando ser adestrada para aprender "computação", como um fim em si mesmo, sem nenhum relacionamento com outras atividades realizadas na escola.
É necessário que o educador se posicione sobre o curso das tecnologias de informação e comunicação na educação. Quando, na apostila, há o questionamento sobre a informática como objeto de ensino ou ferramenta do processo de ensino, é necessário refletir sob esse aspecto e principalmente conscientizar as crianças do uso de recursos tecnológicos e principalmente desenvolver nelas a limitação do uso, sem impor esta circunstância. As crianças que se apoderarem do uso da informática na aquisição de informações, sem ao menos pesquisar, promover a reflexão e crítica do conteúdo, não saberão contextualizar as informações, desenvolver projetos e apreender o conhecimento; ultrapassarão a geração Y, no excesso de armazenamento de informações, em uma linguagem rasa, com pouca apreensão do conteúdo.
A criança, ao ser alfabetizada em informática, compreende quando pode se utilizar dos recursos, como utilizá-los e quais recursos são praticáveis. Compreender que esta prática não faz parte da aquisição educacional, mas sim do processo de ensino-aprendizagem; que a internet também pode ser um ambiente de lazer e diversão, mas não correlaciona-se com a prática pedagógica.


0 falaram sobre.:

Postar um comentário